LAKSMI

Laksmi, a Deusa da Fortuna, é a Shakti do Senhor Visnu Ela é a Grande Mãe Eterna e sempre esteve com o Senhor Visnu no Oceano Causal. Ela foi dotada é dotada com poderes específicos por suplantar a fortuna de todos os três sistemas planetários e ao ser decorada com as impressões da bandeira, do Raio, do Bastão de conduzir elefantes e da flor de lótus ela se personifica nessa forma. Laksmiji, cujo olhar encantador é cobiçado semideuses como Brahma e por quem eles se renderam por muitos dias à Suprema Personalidade de Deus, abandonou sua morada na floresta de flores de lótus e ocupou-se inteiramente ao Senhor. video
Passsatempos de RAMA-LAKSMI:
Após Shiva ter bebido o veneno do oceano de leite e a ordem ter sido restabelecida, o povo ficou muito feliz. O Senhor Visnu satisfez a todos os desejos da humanidade. Depois disso, apareceram as Apsaras, que servem como prostitutas nos planetas celestiais. Após todas as bem aventuranças concedidas, Rama – Laksmi, a Deusa da Fortuna, que se dedica a propiciar o pleno desfrute de Visnu, apareceu também. Ela reluzia mais do que a eletricidade, superando a luz do relâmpago, que é capaz de iluminar uma montanha de mármore. Devido sua rara beleza, seus traços e sua glória, todos, incluindo os semideuses, sentiram-se atraídos por ela, que é a fonte de toda opulência. Indra, o rei dos céus, trouxe para a Deusa da Fortuna um belo assento digno dela. Todos os rios de água sagrada, tais como o Ganges, o Yamuna, personificaram-se e ofereceram água em cântaros de ouro à Mãe Laksmi. Os grandes sábios executaram a cerimônia do banho da Deusa da Fortuna. A Terra e as nuvens se personificaram em sua homenagem. Em seguida, de todas as direções, os elefantes carregaram grandes jarros cheios de águas do Ganges. Mantrans védicos foram cantados por brahmanas eruditos. O Oceano lhe ofereceu jóias preciosas e porções de uma roupa de seda amarela. A deusa da Sabedoria Saraswati lhe forneceu um colar. O Senhor Brahma ofereceu uma flor de lótus. Visvakarma forneceu variedades de ornamentos e os habitantes de Nagaloka os brincos. Enquanto era venerada, a Deusa da Fortuna mantinha seu estilo original belíssima, conservando uma flor de lótus em sua mão. A Deusa da Fortuna é a mais casta, pois ela conhece apenas o Senhor Supremo. Em seguida, Mãe Laksmi, tendo sido devidamente honrada, sorriu em seu encanto, agradeceu e voltou para sua morada nos três mundos, onde é a proprietária de todas as opulências, bem como de seus habitantes e administradores, os semideuses.

Nenhum comentário: